Seguidores todos

segunda-feira, 26 de julho de 2010


SEM TI EU NADA SOU

Com o brilho das estrelas, da lua, do sol...
Chegaste a minha vida
E deste guarida, as minhas ilusões

Fizeste ferver o meu sangue
Despertaram em mim os anseios,
E afloraram se as minhas emoções;

Sem ti, hoje eu nada sou,
Sobreviver  não vou,
Sinto-te em minhas entranhas!

Tu és o filme que me assanha
Minhas fantasias de amor,
Tu és a água que me banha,

O meu remédio pra dor.
E nas minhas madrugadas frias,
Tu tens sido o meu cobertor!

Um comentário:

  1. Parabens, Van. É lindo ter um amor assim. Muito bom.

    ResponderExcluir

Um comentário me fará feliz!
Obrigada!